Vitória contra veto presidencial ao Refis

Nossa luta em prol dos pequenos agricultores, micro e pequenos empresários foi corroborada ontem (03/04) pelos congressistas brasileiros. Na Câmara dos Deputados, nós fomos a favor de derrubar o veto. Os senadores seguiram o mesmo caminho e decidiram pela derrubada.

Votamos pela manutenção do projeto do chamado Refis Rural (Programa de Recuperação Fiscal). Os itens vetados pelo presidente Temer reduziam os benefícios concedidos aos produtores rurais, como o perdão de 100% das multas e a redução de contribuições para a Previdência. Além disso, os vetos a uma série de artigos impediam alongamentos das dívidas da agricultura familiar.

A derrubada do veto ao PLC 164/2017 era uma reivindicação de parlamentares e entidades ligadas ao empreendedorismo. Para o presidente, o projeto fere a LRF por não prever a origem dos recursos que cobririam a renúncia de receita decorrente dos descontos oferecidos às empresas que refinanciassem suas dívidas.

O novo Refis concede descontos de juros, multas e encargos com o objetivo de facilitar e parcelar o pagamento dos débitos vencidos até novembro de 2017, desde que 5% do valor total sejam pagos em espécie, sem desconto, em até cinco parcelas mensais.

O restante da dívida pode ser pago em até 15 anos, com redução de 50% dos juros, 25% das multas e 100% dos encargos legais. Se as empresas optarem por quitar a dívida em menos tempo, poderão ter descontos maiores. Pelo projeto, os micro e pequenos empresários podem aderir ao programa até três meses após entrada da lei em vigor.

Votei pela derrubada dos vetos para que os agricultores familiares possam repactuar suas dívidas com os bancos e trabalhar com maiores prazos para liquidarem débitos e regularizar sua situação com a Receita Federal.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *